StandWithUs

BRASIL

Resposta da SWU aos comentários

recentes de Seth Rogen

 

30 de julho de 2020

O ator de Hollywood Seth Rogen participou do podcast de Marc Maron (famoso programa de entrevistas dos Estados Unidos) e, durante uma conversa que durou uma hora, questionou a existência do Estado de Israel.
 

Desde então, Rogen disse que estava brincando, mas comentários como os feitos por ele mostram a necessidade de mais educação sobre Israel como o lar ancestral do povo judeu, centro inigualável de vida e cultura diversas e um refúgio para muitos judeus que enfrentam opressão e violência. Judeus da África, países árabes e da Europa Oriental, além de muitos outros lugares, voltaram para casa em Israel para viver uma vida judaica vibrante a longe de perseguições antissemitas.

O novo filme de Rogen é uma comédia sobre um imigrante judeu em 1919. Se, no momento em que o filme se passa, Israel já tivesse recuperado a independência, em vez de em 1948, milhões de judeus assassinados nas décadas seguintes provavelmente teriam sobrevivido.

Quase metade dos judeus do mundo vive em Israel. Isso significa que Israel é uma sociedade próspera, autossuficiente e bem-sucedida. Não é um experimento. Infelizmente, já vimos as palavras de Rogen usadas por grupos de ódio para promover propaganda de ódio contra Israel e seu povo.
 
Embora Rogen seja e deva ser livre para fazer piadas sem censura, isso também significa ser responsável pelas consequências de suas palavras. Infelizmente, o dano causado por aqueles que exploram suas palavras com fins políticos não é brincadeira.

Incentivamos Seth a aprender mais e a usar sua voz para ensinar aos outros sobre a necessidade inquestionável e a justiça da existência de Israel como um Estado judeu e democrático.

EntreEmContato

Thanks! Message sent.